Desvendando o mito: xampu com ou sem sal?

Padrão

Você está cansada de ouvir por aí que é melhor passar longe de xampu com sal, certo?

Muitos profissionais, fabricantes e vendedores repetem em coro “xampu com sal faz mal para os cabelos”. Não por acaso, a moda nas prateleiras das lojas de cosméticos são os xampus que não contêm a substância. Mas, afinal de contas, o sal é tão ruim assim para os fios?

Antes de tudo, é preciso entender que a informação “Sem sal” que consta nas embalagens dos xampus faz referência exclusivamente a um único tipo de sal, o cloreto de sódio – em outras palavras, o sal de cozinha. O fato é que não é possível fabricar um xampu 100 % sem sal.

Isso mesmo! Você leu direito! Todo xampu possui sal, só muda o tipo. Faça o teste! Leia o rótulo do seu xampu, cuja embalagem indica que o produto não contém sal. Você vai encontrar uma palavrinha especial por lá, que pode ser grafada de diferentes modos: lauril, lauryl ou laureth. Normalmente ela vem acompanhada por outras palavras complicadas e o resultado final vira um palavrão. Em todo caso, eis aí o sal do seu xampu!

E por que ele está lá?

Segundo a química, o sal é detergente, molhante, espumógeno, emulsificante e solubilizante. Trocando em miúdos, o sal nada mais é do que o agente de limpeza presente nas fórmulas dos xampus, que além de dar mais consistência ao produto, cria espuma. A pergunta dos especialistas, portanto, é esta: você compraria um xampu que não limpasse seu cabelo? Segundo eles, a agressividade dos xampus à base de sal é mais um mito a ser derrubado, uma vez que a má fama da substância não se comprova cientificamente.

Não podemos esquecer também que, em contato com a água, o sal se dissolve por completo. Além disso, ele não se deposita no fio, pois os cabelos são muito bem enxaguados após o uso do xampu.

Porém, como todo componente químico, em excesso, o sal pode ser prejudicial. Em grande quantidade, ele pode irritar os olhos, a pele e o couro cabeludo. Mas não se preocupe. Em formulações cosméticas o perigo passa longe em função da baixa concentração de sal utilizada e da associação dele com ativos hidratantes. Tudo isso resulta num produto devidamente liberado para consumo.

Fonte:bloguinhodanay.blogspot

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s